Associados autorizam APRASC entrar com demanda coletiva contra efeitos da lei da Iresa

Geral

Bombeiros do helicóptero Arcanjo 01 reanimam idoso em Palhoça
22/05/2020

Minutos fazem a diferença para salvar uma vida. Foi assim que agiu a equipe do helicóptero Arcanjo 01, do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), do CBMSC, de Florianópolis ao conseguir chegar rapidamente a uma ocorrência na BR-101 em Palhoça e reanimar um homem de 71 anos.

Era por volta de 9h45min de segunda-feira (18/05) quando a equipe foi acionada pela concessionária da rodovia. O idoso estava a caminho do hospital em veículo próprio com a esposa e dois filhos. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar, ao chegar na praça de pedágio, vindo de Imaruí, foi solicitado socorro via celular. O SAMU fez o primeiro atendimento e acionou, então, o Arcanjo 01 e a unidade de emergência da Autopista Litoral Sul.

“O senhor de 71 anos estava na ambulância, suando muito, com fortes dores no peito. Durante atendimento, ele teve uma parada cárdiorrespiratória. A equipe média fez procedimentos como medicação para estabilização e ressuscitação cárdiopulmonar (RCP), inclusive com entubação. Os familiares estavam bem apreensivos. A esposa pedia o tempo todo que nós não deixássemos que o pior acontecesse, porque vivia sozinha com o marido. Graças a Deus, conseguimos reverter esse quadro grave e levamos o idoso estabilizado para o Hospital Regional em São José para exames complementares”, relata o aprasquiano 2º Sgt BM Rubens Ataíde de Aguiar, que participou do socorro a bordo do Arcanjo 01.

O sargento Aguiar, que integra o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) e está no CBMSC desde 1989, ressalta que faz parte da rotina de prestação de serviços de um bombeiro salvar vidas, mas que a ocorrência o emocionou.

“É uma satisfação enorme saber que fui útil e que meus esforços e de meus colegas fizeram a diferença naquele momento para aquela família. Saber que a gente possibilitou que o idoso voltasse são e salvo para casa para rever os familiares é muito gratificante. Vou usar uma frase bastante comum, mas que expressa o que sentimos após uma atuação dessa: não tem preço. É inexplicável o sentimento de poder salvar uma vida. Ter feito a diferença no sentido positivo na vida de alguém é algo que nos move, que nos motiva a seguir em frente para poder ajudar o próximo com nosso trabalho”, finaliza o sargento Aguiar.

A APRASC dá os parabéns à atuação de todos na ocorrência, em especial a nossos praças que estavam a bordo do helicóptero. É sempre bom poder contar histórias positivas, que fazem a diferença para a sociedade.

 

Ouça a reportagem na Rádioweb APRASC:

 

Galeria de Fotos
[ Últimas notícias ]
POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
  • (48)3223-2241

Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

Horário de funcionamento
Segunda a sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h