APRASC conquista diversas moções de apoio de Câmaras de Vereadores na luta pela reposição salarial

Geral

Cerca de três mil militares protestam na Capital pela reposição inflacionária e ameaçam operação padrão
31/01/2020

No maior ato da história da segurança pública em Santa Catarina, cerca de três mil praças, policiais e bombeiros militares, se reuníram nessa quinta-feira, na Capital, para cobrar a reposição inflacionária.

Promovido pela Associação dos Praças de Santa Catarina, a APRASC, o protesto ocorreu na Associação Catarinense de Medicina, no Norte da Ilha, e reuniu militares de todo o Estado.

Durante a assembleia, categoria votou e aprovou, por unanimidade, uma possível operação padrão caso as negociações com o governo não avancem. Nessa "operação tartaruga" os policiais fazem apenas o essencial, atuando somente se todos os requisitos de segurança estiverem em dia. "Vamos torcer para que as negoviações avancem. Mas o praça perdeu a paciência", destacou o presidente da APRASC, João Carlos Pawlick, que nessa sexta-feira se reúne novamente com o governo.

A categoria reinvidica a incorporação do Iresa, que é uma indenização para quem está na ativa, a reposição inflacionária e a equalização na alíquota da proteção social dos praças.

Os militares também caminharam, até o Centro Administrativo gritando palavras de ordem, com apitos, nariz de palhaço, cornetas, faixas.

Há seis anos sem reposição, a categoria anuncia 37% de perdas inflacionários e 40% no poder aquisitivo dos servidores.

Acesse nossa galeria no Facebook

Assista o nosso vídeo:

[ Últimas notícias ]
POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
  • (48)3223-2241

Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

Horário de funcionamento
Segunda a sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h