APRASC na Mídia

Geral

Associado da APRASC, policial militar pratica ações sociais em creches nas horas de folga
11/03/2019

O 3º sargento Dilmo da Silva Borges, lotado na 1ª Companhia do 19º BPM, em Araranguá, no sul do Estado, está há quase 23 anos na corporação e soma experiências inclusive na Força Nacional de Segurança. Associado da APRASC desde o fim de 2012, além de trabalhar no policiamento ostensivo visando a proteção dos moradores de Araranguá, o policial militar costuma praticar, nas horas de folga, outra habilidade que possui: a marcenaria. E é justamente este ofício, que desenvolve como hobby, que o leva a ajudar a comunidade carente, há mais de 10 anos, como pequenas reformas em creches.

“Eu faço banquinhos, brinquedos, às vezes, pequenos consertos, em meu horário de folga. Converso com os professores e vejo as necessidades para reverter em alguma coisa útil para a comunidade”, contou. 

Para poder concretizar as ações, Borges conta com recursos próprios e também com a ajuda de empresários locais. “Recebo material de empresários para reutilizar, como palets, reciclo e aplico em algo útil para as creches nas comunidades carentes do município. Eu moro no bairro Mato Alto, onde há a creche modelo, e agora desenvolvo neste bairro o projeto. A comunidade é bastante carente e precisamos ajudar de alguma forma para que as crianças fiquem alegres, já que a prefeitura não consegue fazer tudo por não ter tanto recurso sempre à disposição."

Ele ingressou na Polícia Militar em novembro de 1996, em Criciúma. Há três anos, está em Araranguá. Durante sua atuação pela Força Nacional de Segurança, o 3º sargento conheceu lugares com menos estrutura, o que causou um choque de realidade e a reflexão sobre a necessidade de ações sociais.

“Vi de perto a precariedade do atendimento dos serviços básicos pelo Estado. Fiquei muito impactado com a dura realidade de algumas comunidades, com a precariedade cultural, econômica e social. Foi onde pude compreender que o abandono do cidadão no início da vida, faz dele no futuro uma pessoa com poucas chances na sociedade. É preciso mudar isso”.

Aos 46 anos, o sargento Dilmo deixou um recado aos colegas praças que tenham um tempo para desenvolver atividades voluntárias: “Cada um de nós como cidadão tem de fazer a sua parte. Se cada um fizer algum coisa, com certeza vai ficar melhor pra todo mundo. Trabalhamos na área da segurança pública. Se pudermos contribuir para formar cidadãos bem assistidos desde pequenos, com certeza isso irá impactar positivamente em nosso trabalho como policiais. Com certeza seremos mais reconhecidos e valorizados por toda a comunidade, com mais paz, facilitando a atuação da PM”, ressalta.


*Colaboraram Portal Agora Sul e cabo PM Franciane de Bitencourt, do 19º BPM
Crédito das fotos: cabo PM Franciane de Bitencourt, auxiliar P5 do 19º BPM

Ouça a matéria na Rádio Web APRASC

Galeria de Fotos
[ Últimas notícias ]
POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
  • (48)3223-2241 3039-0609

Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

Horário de funcionamento
Segunda a sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h