Geral

Ato de bravura salva homem de tentativa de suicídio na ponte Pedro Ivo
02/10/2017

Sabe aquela famosa expressão “estar no lugar certo, na hora certa”? É, mas só isso não teria sido o suficiente para salvar aquela vida em perigo, não fosse o trabalho conjunto, a presença de espírito, e mais do que tudo, a vontade de ajudar.  Pois a história que vamos contar é exatamente sobre isso que aconteceu.

 Foi em Florianópolis, na noite do último dia 18 de setembro, por volta das 21h, quando a guarnição do ASU 410-GBS, composta pelos soldados Madureira, Diego e Jacques, foi acionada para atender uma ocorrência de acidente de trânsito, no bairro Estreito. A vítima, um motociclista, que com sinais vitais estáveis, escoriações pelo corpo e dores na região cervical precisou ser transportada para o Hospital Celso Ramos. Porém, ao percorrer a Ponte Pedro Ivo, os três soldados avistaram viaturas da Guarda Municipal da capital (Vtr118 e Vtr 130) paradas na faixa de rolamento da direita.

   “Inicialmente pensamos que se tratava de outro acidente de trânsito, mas ao transpor as viaturas, deparamos com um rapaz jovem, do lado de fora da proteção metálica da via (guard-rail), lugar não destinado a pedestres. Ele apresentava explícitos sinais de nervosismo e agitação, realizando movimentos aleatórios e projetando seu corpo para fora da ponte, caracterizando uma possível tentativa de suicídio”.

O soldado Diego disse que sem hesitar, a equipe parou a viatura, mas não sem antes explicar a situação ao paciente que estava sendo transportado e pedir o seu consentimento. “Paramos a viatura mantendo uma distância segura para evitar uma atitude inesperada da vítima e ao mesmo tempo foi realizado contato com a Central de Operações do Bombeiro Militar – Cobom, informando a situação e solicitando apoio com prioridade”, disse.

O local onde estavam era cheio de riscos, pois se trata de uma via rápida, com trânsito intenso. Além disso, a presença das viaturas não era suficiente para a redução da velocidade dos veículos que passavam rente ao local, aumentando ainda mais a insegurança e exigindo uma rápida ação.

Os agentes da guarda municipal tentavam  falar com o rapaz, que, segundo eles, apresentava cada vez mais sinais de agitação, demonstrando muita inquietação e decisão. “Seguimos em meia altura sem chamar sua atenção, sempre observando a ação dos agentes. Não tivemos treinamento para isso, mas tivemos que atuar pois não havia outra maneira”, disse Madureira.

Um dos bombeiros teve que saltar a proteção metálica. Eles também sinalizaram aos agentes para que continuassem a interação, mantendo a atenção da vítima para que não pudesse perceber a aproximação dos bombeiros.

“Ao observar que o mesmo se demonstrava a cada momento mais disposto a concretizar sua ação, mesmo colocando nossas vidas em risco numa possível queda, visto que estávamos exatamente na parte do vão mais alto da ponte (cerca de 30 metros de altura), decidimos abordá-lo, pois não havia tempo para outra forma de ação”, enfatizou Madureira.

Na ação, os bombeiros conseguiram agarrar a vítima por trás e colocá-lo para o lado de dentro da ponte.  “ Não conhecíamos os motivos da atitude que levou o masculino aquela situação e não havia como prever sua reação ao sentir nossa presença, mesmo assim em um momento oportuno e com uma ação categórica, a equipe surpreendeu ele, segurando-o e tentando trazê-lo para o lado de dentro da ponte. Porém o mesmo conseguiu se segurar na proteção metálica, apresentando forte resistência e impulsionado seu corpo para a fora, colocando toda a equipe em risco. Foi necessário que todos aplicassem muita força física para que suas pernas fossem levantadas tirando seu ponto de apoio e jogando-o para o lado de dentro da ponte e, embora o mesmo continuasse agarrado a proteção, conseguimos retirá-lo daquela situação de risco de queda”, disse o soldado Jacques.

Assim que a vítima estava fora de perigo, foi efetuado contato via QSO com o Cobom, relatando o desenrolar da situação, cancelando o apoio e solicitando uma equipe do Samu. Também participaram do salvamento os agentes Leandro Antônio Miranda, Jaime José Silva, Wilson Augostinho, José Carlos Saraiva Junior, Thiago Demian Miqueluzzi, da Guarda Municipal de Florianópolis que iniciaram a ocorrência e conseguiram manter a atenção da vítima o tempo todo.

“Essa foi uma ocorrência não corriqueira e inesperada, onde agimos com prudência e determinação, realizando ações que fogem da nossa alçada, e a união das corporações foi de fundamental importância para o desfecho positivo da ocorrência. Encerramos aqui nosso relato de um feito único e fundamental para o salvamento da uma vida”, disseram os três soldados.

Notícias Relacionadas
    Galeria de Fotos
    [ Últimas notícias ]
    POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
    • (48)3223-2241 3039-0609

    Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

    Horário de funcionamento
    Segunda à sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h