Geral

Morte de policiais militares triplica em SC
31/08/2017



Depois da morte do cabo Joacir Roberto Vieira, baleado dentro de uma loja de calçados na zona Sul em Joinville na segunda-feira, 28, outro policial militar foi assassinado, desta vez em Camboriú. O sargento Edson Abílio Alves foi baleado em frente a uma padaria, às 20h15 de terça-feira, 30. Com isso já são três policiais militares e um agente penitenciário mortos* este ano em Santa Catarina, todos no mês de agosto. Em relação aos policiais militares, este já é o triplo de mortes em comparação com ano passado, em que um soldado foi morto durante operação no Morro do Horácio, em Florianópolis, em setembro.

O presidente e diretores da Aprasc concederam diversas entrevistas sobre o caso nesta quarta-feira, 31. Confira a entrevista com o presidente Edson Fortuna no jornal do SBT SC

“É uma situação grave e inédita na história recente de Santa Catarina, que gera sentimento de pesar e indignação. No vídeo que mostra a ação em Camboriú, é possível ver que o autor do crime faz um disparo, depois retorna e atira mais vezes. Isso é bem diferente de uma situação de confronto, onde há um enfrentamento direto. Nos dois casos fica evidente o caráter de execução. Vieram com a missão de matar os policiais. Para nós isso representa uma afronta às instituições de segurança nunca vista na história de SC que requer uma resposta imediata”, explica o presidente da Aprasc, Edson Fortuna.

REAÇÃO DAS AUTORIDADES
Diante da gravidade das duas mortes registradas nesta semana, a diretoria da Aprasc solicitou uma reunião de emergência com o secretário de Segurança Pública, Cesar Grubba, para cobrar respostas. Até o momento, nem Grubba, nem a secretária de Justiça e Cidadania, Ada de Lucca, deram informações consistentes sobre a situação – limitaram-se a emitir nota à imprensa. 

Em entrevista, o governador Raimundo Colombo disse apenas que “é uma questão nacional, uma ação do crime organizado que estamos enfrentando com muito rigor. Essa noite foi muito pesada, com ações fortes da polícia. Nós vamos reagir a altura para que toda população tenha absoluta segurança”.  

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR MOBILIZADAS NA CAPTURA DOS AUTORES

O comandante-geral da PMSC, Paulo Henrique Hemm, se manifestou ainda na noite de quarta-feira, 30, em vídeo publicado na página do Facebook, dizendo que a PMSC reagiria à altura dos ataques. Em solidariedade aos irmãos de farda, muitos policiais de folga se apresentaram nos quartéis para capturar os autores dos crimes. Em pronta resposta, a Polícia Civil conseguiu prender um dos autores do homicídio de Joinville e identificar os demais suspeitos, nesta quarta-feira, 31.

CAMPANHA DA APRASC E ANASPRA DENUNCIA AUMENTO DE ASSASSINATOS DE AGENTES DE SEGURANÇA PÚBLICA
Os dois homicídios ocorrem menos de uma semana após o lançamento de uma campanha da Aprasc e Anaspra pela valorização da vida dos profissionais de segurança pública, que está espalhada em em outdoors, busdoors em todo estado e no ar Facebook da entidade. Com as frases “1 Policial é morto a cada 24h no Brasil” e  “Valorize quem protege a sua vida”, a campanha busca conscientizar autoridades e a sociedade sobre a grave situação da segurança pública em Santa Catarina e no país.

O aumento nos índices de violência vitimiza a todos os brasileiros, mas principalmente os profissionais que atuam na linha de frente no combate à criminalidade. Em Santa Catarina, além dos três policiais militares, um agente penitenciário também foi assassinado em Joinville.

*4 AGENTES DE SEGURANÇA PÚBLICA ASSASSINADOS EM SANTA CATARINA
Sargento PM  Celso Oliverio da Costa - 11 de Agosto - Florianópolis
Agente Penitenciário Elton Máximo - 18 de Agosto - Joinville
Cabo PM Joacir Roberto Vieira - 28 de Agosto - Joinville
Sargento PM Edson Abílio Alves - 30 de Agosto - Camboriú

Notícias Relacionadas
    [ Últimas notícias ]
    POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
    • (48)3223-2241 3039-0609

    Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

    Horário de funcionamento
    Segunda à sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h