Geral

Cidade de Herval d´Oeste sedia reunião da regional Meio-Oeste
18/04/2017

Nesta quarta-feira, 19 de abril, será a vez dos praças da regional Meio-Oeste receberem a reunião da Aprasc. Estarão em discussão temas como a PEC 287 da reforma da Previdência, Jornada de trabalho BM, QOA e demais projetos na Alesc, reposição salarial, acordo sobre horas-extras, entre outros.  

A reunião acontece a partir das 19h30, na cidade de Herval d´Oeste. O local do encontro é o Salão Paroquial Santo Antônio, Rua 25 de Julho. 

Faça contato com o vice-presidente da Regional, Vanderlei Kemp ( whatsApp - 49 99991.9586) 

A Regional Meio-Oeste é composta por 41 municípios. São eles: Abdon Batista, Água Doce, Alto Bela Vista, Arroio Trinta, Brunópolis, Caçador, Calmon, Campos Novos, Capinzal, Catanduvas, Celso Ramos, Erval Velho, Herval d`Oeste, Ibiam, Ibicaré, Iomerê, Ipira, Irani, Jaborá, Joaçaba, Lacerdópolis, Lindóia do Sul, Luzerna, Maciera, Monte Carlo, Ouro, Passos Maia, Peritiba, Pinheiro Preto, Piratuba, Ponte Serrada, Presidente Castelo Branco, Rio das Antas, Salto Veloso, Tangará, Timbó Grande, Treze Tílias, Vargem, Vargem Bonita, Videira e Zortéa.

 A Aprasc é composta por 12 regionais: Alto Vale do Itajaí, Extremo Oeste, Extremo Sul, Foz do Itajaí, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Norte, Oeste, Planalto, Planalto Norte e Sul.

 

 As reuniões nas regionais iniciaram no final de abril e já foram realizadas em Lages (Planalto - dia 24.04), Mafra (Planalto Norte - dia 27.04), Joinville (Norte - dia 28.04), Tubarão (Sul - dia 29.04), Itajaí (Foz do Itajaí, dia 05.05), Chapecó (Oeste e Extremo Oeste, dia 11.04) e Florianópolis (Grande Florianópolis, dia 13.04).

 

 Em reuniões nas regionais, praças dizem não à reforma da Previdência e reivindicam a implantação do QOA na PM e BM

Leia também:

 

Aprasc quer reposição no subsídio das perdas inflacionárias dos últimos anos

 

 A Aprasc  vai cobrar do governo do Estado a reposição da inflação no subsídio dos militares estaduais para 2017, conforme está previsto na Lei nº 15.695 de 2011. A decisão também foi tomada na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Aprasc realizada no dia 8 de março, na sede da ACM.

 

 Desde a implementação do subsídio os policiais e bombeiros militares de Santa Catarina não tiveram reposição da perda salarial referente à inflação. Estudo elaborado pelo DIEESE e solicitado pela Aprasc mostra que entre dezembro de 2015 até janeiro de 2017 o impacto da inflação no subsídio somou 7,40%.

 

 A Aprasc quer formalizar a abertura de um canal de negociação com o governo para o pagamento dessas perdas inflacionárias.  “São seis anos sem pagamento da reposição inflacionária”, disse o presidente da Aprasc, Edson Fortuna.

 

 

Notícias Relacionadas
    Galeria de Fotos
    [ Últimas notícias ]
    POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
    • (48)3223-2241 3039-0609

    Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

    Horário de funcionamento
    Segunda à sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h